308 cruzes apelam por ‘consciência coletiva’ para reduzir mortes por COVID em Assis

308 cruzes apelam por ‘consciência coletiva’ para reduzir mortes por COVID em Assis

Na madrugada desta segunda-feira, dia 7 de junho, o advogado e artista plástico Karol Tedesque, acompanhado de alguns amigos, seguindo todos os protocolos de segurança sanitária, realizou uma intervenção na rotatória São Francisco de Assis, nos altos da avenida Rui Barbosa.

Foram fixadas 308 cruzes representando a quantidade de vidas perdidas por complicações decorrentes da COVID-19, de acordo com o último boletim oficial divulgado pela Secretaria Municipal da Saúde.

“Infelizmente, esses números estão desatualizados”, explicou Tedesque.

O objetivo do protesto, segundo o artista e advogado, é tentar reduzir a média de novos casos e de mortes provocadas pelo novo coronavírus.

Além das cruzes, o artista colocou uma faixa com a frase: “A culpa também é sua!”.

Pelas redes sociais, ele explica o objetivo da faixa:

“A CULPA TAMBÉM É SUA!!!

Quando você se nega a usar máscara;
Quando você promove ou participa de aglomerações;
Quando você faz aquela festinha escondida “só” pra 20 pessoas na sua casa, com a ajuda de um pequeno buffet com pessoas trabalhando;
Quando você acorda com coriza ou uma pequena febre e ainda assim manda seu filho pra escola;
Quando você nega a ciência e as orientações e protocolos sanitários seguidos pelo resto do mundo;
Quando você esconde sintomas e continua indo ao trabalho;
Quando você, sem ser médico, receita tratamentos precoces aos seus conhecidos;
Quando você receita remédios sem comprovação científica mas por orientação política;
Quando você questiona a necessidade da vacina;
Quando você não usa álcool pra higienizar as mãos com frequência;
Quando você insiste naquele barzinho que não segue os protocolos de segurança;
Quando você tenta coagir o pessoal da vigilância sanitária que chegou na sua “festinha”;
Quando você fura a fila da vacina;
Quando você, patrões ou patroas, diretores ou diretoras, mantenedores ou mantenedoras, esconde de seus clientes, funcionários, colaboradores, alunos ou professores, casos suspeitos ou confirmados de COVID-19 em sua empresa, seu negócio, sua escola, seu restaurante;
Quando você pai, mãe, ou responsável, não comunica que há casos suspeitos ou confirmados na família à escola de seu filho;
Quando você funcionário, colaborador ou professor não comunica sua empresa ou escola que teve contato com pessoa positivada ou com suspeita;
Quando você nega a ciência e coloca a vida de todos ao seu redor em risco;
Quando você sabendo de contágios e contatos em seu ambiente de trabalho não realiza a testagem em todos antes de retomar as atividades;
Quando decisões do judiciário intervém para afrouxar decretos do executivo para restrições de circulação no combate a pandemia;
SIM, EM TODOS ESSES CASOS E MUITOS OUTROS;
Pode ser que você nunca saiba, mas,
A CULPA TAMBÉM É SUA!!!

Fonte: Jornal da Segunda

Foto: Carlos Arévalo