Acusado de matar garota de programa é condenado a 35 anos de prisão em Tribunal do Júri em Bastos

Acusado de matar garota de programa é condenado a 35 anos de prisão em Tribunal do Júri em Bastos

O homem acusado de matar uma mulher em 2016 passou por julgamento no Fórum de Bastos (SP), na quinta-feira (24), e foi condenado a 35 anos e oito meses de prisão.


A vítima, Elisângela Aparecida Dias Rodrigues, de 27 anos, era garota de programa e morava em Tupã. Ela desapareceu em janeiro de 2016 e seu corpo foi encontrado quase dois meses depois, em um canavial na cidade de Iacri.


Segundo a delegada responsável pelas investigações do crime, Milena Davoli, o acusado, Pedro Pavão, foi a última pessoa que esteve com a vítima antes do desaparecimento. As investigações apontam que ele seria cliente dela e não teria concordado com o valor cobrado pelo serviço.

Segundo a polícia, Pedro foi localizado em uma fazenda em Guararapes no dia 7 de março de 2016 e indicou o local do corpo, que foi encontrado já em estado de decomposição.


O homem estava preso aguardando o julgamento. Ele foi condenado pelos crimes de homicídio qualificado, ocultação de cadáver e furto. Fonte G1