Alunos sobem em mesas para escapar de alagamento em escola de Promissão

Alunos sobem em mesas para escapar de alagamento em escola de Promissão

Um forte temporal nesta terça-feira (26) causou estragos em cidades do Centro-Oeste Paulista. Em Promissão (SP), a enxurrada alagou ruas, invadiu residências e escolas.


O bairro São João foi um dos bairros mais afetados. Na escola estadual professor Silvio de Almeida, que atende 200 alunos em período integral, as crianças subiram em mesas para se protegerem no pátio.


Segundo a Diretoria Regional de Ensino, a escola ficou alagada porque as galerias pluviais do município não estão escoando o volume de água. A pasta declarou também que os funcionários foram deslocados para limpar a unidade.


Os alunos não foram dispensados e a administração regional notificará novamente a prefeitura sobre o problema com a galeria.


O posto de saúde do bairro São João também foi invadido pela água. A situação assustou pacientes que esperavam para serem atendidos. A prefeitura informou que a chuva causou diversos danos e prejuízos para a cidade, mas que trabalham para evitar novos estragos.


Também informou que uma equipe faz a limpeza na E.E. Prof. Silvio de Almeida. A prefeitura disse que CEMEI Catatau também ficou alagada e foi realizada a limpeza das calhas, desentupimento da rede de esgoto e limpeza do local.
 

Rio Campestre transbordou em Lins — Foto: J. Serafim/Divulgação


O Rio Campestre em Lins transbordou e a água tomou as ruas e avenidas. Alguns veículos se arriscaram na enxurrada.

Em Marília, a forte chuva causou um acidente. Segundo os bombeiros, um carro aquaplanou, perdeu o controle e se chocou contra a mureta de proteção na via expressa da avenida Sampaio Vidal sentindo bairro-centro.
 

Carro bateu em mureta em Marília — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação


A motorista sofreu ferimentos leves e foi encaminhada ao Hospital das Clínicas de Marília.
A avenida Jóquei Clube, que dá acesso à rodovia Transbrasiliana, que liga Marília a Ourinhos, também ficou alagada e comprometeu a passagem dos carros.


Uma árvore caiu no centro de Ibitinga. A árvore quase atingiu um carro. Ninguém ficou ferido e não houve danos materiais. O Corpo de Bombeiros foi acionado para fazer a remoção da árvore.
 

Chuva causou erosão em rodovia de Quintana — Foto: Reprodução/TV TEM
 

Erosões
 
Na rodovia Comandante João Ribeiro de Barros há dois trechos em que a chuva causou erosões. Em Herculândia, a erosão atingiu as margens da rodovia, próximo ao quilômetro 507. Já em Quintana, a erosão está próximo ao quilômetro 438.


Segundo a Polícia Militar de Quintana, o local já tinha sido reparado pelo Departamento de Estradas de Rodagem, mas a chuva levou o aterro colocado.


Em nota, o DER informou que vai realizar uma vistoria nos locais mencionados e tomarão as providências necessárias para reparo das erosões.


No quilômetro 438, o DER informou que fez a recomposição da tubulação e de erosão formada por chuvas de janeiro/2019. No entanto, a vazão das águas sobrecarregou novamente o sistema de drenagem. A equipe de engenharia estudará a ampliação da tubulação no local.
 

Interdição
 
Em Echaporã, uma pedra caiu na rodovia Rachid Rayes. Os dois sentidos da pista, que ligam Marília a Assis, ficaram interditadas por aproximadamente uma hora.


Durante a remoção da pedra, a rodovia operou pelo sistema Pare e Siga no quilômetro 362. O trecho já está liberado e não houve feridos.


A Entrevias - concessionária que administra a rodovia - informou que a chuva causou o deslocamento da pedra.
 

Chuva causou o deslizamento de uma pedra em Echaporã — Foto: Ana Levorato/TV TEM