Coronavírus X lixo doméstico: saiba quais são os cuidados em moradias com pessoas infectadas ou suspeitas

Coronavírus X lixo doméstico: saiba quais são os cuidados em moradias com pessoas infectadas ou suspeitas

Em tempos de prevenção à transmissão do novo coronavírus (covid-19), a Prefeitura de Paraguaçu Paulista, por meio do Departamento de Agricultura e Meio Ambiente, orienta a população sobre qual a forma correta de descartar o lixo doméstico, tanto no caso de pacientes em isolamento por suspeita da doença, quanto no caso de pessoas infectadas. 

De acordo com a orientação do Departamento Agricultura e Meio Ambiente, os resíduos precisam ser descartados de forma correta para proteger a vida dos munícipes, assim como a dos coletores, uma vez que a transmissão do vírus também é realizada por meio do toque em superfícies contaminadas.

O diretor da pasta, Sérgio Campos, esclarece que, durante a quarentena, a permanência dos profissionais que cuidam da limpeza da cidade é fundamental. “Pelo bem de todos, é muito importante que estes profissionais permaneçam bem de saúde, por isso, deve-se atender às recomendações necessárias para evitar a proliferação e contaminação da covid-19, além de valorizar a mão de obra essencial daqueles que estão em exposição à doença”, afirma.

Para tanto, o Departamento Agricultura e Meio Ambiente está seguindo as orientações da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES), que publicou a maneira correta de descartar os resíduos domésticos, evitando a contaminação pela covid-19. 

Os resíduos produzidos pelo paciente em isolamento no domicílio e por quem lhe prestar assistência, caso suspeito ou confirmado por covid-19, devem ser:

- Separados, colocados em saco de lixo resistentes e descartáveis;

- Fechados com lacre ou nó quando o saco tiver até 2/3 (dois terços) de sua capacidade; é importante não enchê-lo até a borda, deixando espaço para fechar sem se contaminar;

- Colocar o saco de lixo em outro saco limpo (um saco dentro do outro), resistente e descartáveis, de modo que os resíduos fiquem acondicionados em sacos duplos;

- Os sacos devem ser fechados e identificados, de modo a não causar problemas para o trabalhador de coleta e nem para o meio ambiente;

- Seguir normalmente para a coleta de resíduos urbanos;

- Pacientes que reside em condomínio precisa informar sua condição ao síndico ou ao responsável pelas medidas de segurança i higiene do coletor ou funcionário destinado à função.

O diretor do Departamento Agricultura e Meio Ambiente, Sérgio Campos, destaca que “vale ressaltar que é importante respeitar os dias e horários da coleta”. Fonte: Prefeita