“E daí?”: Declarações de Bolsonaro minimizando mortes por coronavírus indignam internautas

“E daí?”: Declarações de Bolsonaro minimizando mortes por coronavírus indignam internautas

As declarações do presidente Jair Bolsonaro dadas na entrada do Palácio do Alvorada na noite desta terça-feira (28) geram fortes reações nas redes sociais. O ex-capitão voltou a minimizar o novo coronavírus.

Ao ser informado que o Brasil passou a China no número de mortes provocadas por Covid-19 ele disse o seguinte: “E daí? Lamento. Quer que eu faça o quê? Eu sou Messias, mas não faço milagre”. “Ninguém nunca negou que teremos mortes”, disse ainda.

Usuários das redes sociais protestaram contra a declaração do presidente e fizeram o termo “Messias” virar assunto do momento no Twitter.

“‘Quer que eu faça o quê?’, diz Bolsonaro sobre o aumentos das mortes na Pandemia. ‘Sou Messias, mas não faço milagres’. Poderia dizer ‘errei’, ‘perdão’, ‘desculpas’… Preferiu exalar ódio, indiferença e a soberba da insanidade…É triste e humilhante para o nosso povo”, tuitou o ex-ministro Tarso Genro.

O deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ) classificou o presidente como genocida. “BOLSONARO É UM GENOCIDA. Enquanto brasileiros perdem suas vidas e suas famílias choram, Bolsonaro debocha”, afirmou.

“Que cristão é esse que fala em Messias para debochar da dor de milhares de famílias destruídas? Que patriota é esse que faz chacota com a morte de seus concidadãos? Bolsonaro não é só um mau político e um presidente ruim, ele é um ser humano desprezível”, completou Freixo. Fonte: Revista Fórum