Governo de SP prorroga quarentena até 28 de junho e atualiza flexibilizações em cidades

Governo de SP prorroga quarentena até 28 de junho e atualiza flexibilizações em cidades

O governador João Doria (PSDB) anunciou na tarde desta quarta-feira (10) que vai prorrogar a quarentena até o dia 28 de junho devido a propagação do coronavírus e mudará a classificação das cidades do estado no Plano São Paulo, de retomada gradual das atividades econômicas.

A Grande São Paulo, o litoral paulista e a cidade de Registro vão passar da fase vermelha (mais crítica) para a laranja (com menos restrições). As medidas de flexibilização passam a valer na próxima segunda-feira (15). Já as cidades de Barretos, Presidente Prudente e Ribeirão Preto, no interior paulista, foram reclassificadas na fase vermelha devido ao aumento da propagação do coronavírus. Com isso, volta a ser proibida a abertura do comércio não essencial nessas cidades.

“O governo de São Paulo decreta nova quarentena de 15 a 28 de junho, será o quinto período de quarentena no estado de São Paulo, esta nova quarentena será denominada quarentena heterogênea, onde será aplicado o Plano São Paulo. Será uma retomada consciente da economia por fases e por regiões conforme prevê o plano São Paulo, com cuidado, com segurança e dentro dos limites determinados pela ciência e pela medicina e dessa orientação nós não nos afastaremos”, disse Doria.

O fechamento do comércio que proibiu o funcionamento de serviços não essenciais foi imposto pela quarentena do coronavírus.

“Houve uma melhora na região metropolitana como um todo, na Baixada Santista e Vale do Ribeira. E todos eles juntos agora é uma região que passa pra fase de controle, ou seja, a fase laranja onde está autorizado o início da retomada gradual, principalmente de comércios e serviços, com limitação de capacidade e atendimento, de horário de funcionamento e a exigência de aplicação de protocolos de higiene e distanciamento”, afirmou a secretária de Desenvolvimento Econômica, Patricia Ellen.

A cidade de São Paulo já estava na fase laranja desde o dia 1º de junho, mas a reabertura das lojas de ruas ocorreu somente nesta quarta. Os shoppings poderão reabrir nesta quinta-feira (11).

RECUO

Já as regiões de Bauru e Araraquara, no interior paulista, retrocedem na flexibilização e passaram da fase amarela para a laranja, com mais restrições.

Em Barretos e Presidente Prudente, passam de Amarela para Vermelha. Ribeirão Preto passou do laranja para o vermelho. As demais regiões do estado continuam laranja. Na fase amarela era permitido até a abertura de bares e restaurantes para o público.

“A mesma disposição e firmeza que temos para avançar com o Plano São Paulo teremos também para recuar, teremos para orientar medidas restritivas na quarentena”, argumentou o governador João Doria.

As regiões que passaram para o vermelho terão medidas mais restritivas. “A região de Ribeirão Preto teve um crescimento de casos, principalmente no que diz a respeito das internações de caso Covid, suspeitos e também de óbitos. Nesta semana, o crescimento acima da semana anterior de internações foi de 51% e a variação e óbitos acima da semana anterior foi de 100% na região de Ribeirão Preto. Na região de Presidente Prudente, a variação de internações foi de 60% e a de óbitos foi de 50% a mais com relação a semana anterior. E pra finalizar, a região de Barretos teve um crescimento de internações de 93% acima da semana anterior e de 100% em óbitos”, explicou Patricia Ellen.

A Grande São Paulo e a Baixada Santista, no entanto, estavam classificadas ainda como na fase vermelha, em que nenhuma medida de flexibilização é permitida, o que gerou reclamações dos prefeitos.

Durante esse período de pandemia do coronavírus, as 17 regiões administrativas do estado foram classificadas em fases, que são divididas em cinco cores: vermelha, laranja, amarela, verde e azul.

Os critérios de classificação das cidades por regiões e fases de cores levaram em conta a relação do número de leitos hospitalares, principalmente os de Unidade de Terapia Intensiva (UTI’s), com o número de pessoas infectadas pela Covid-19.
Na fase vermelha não será permitida a abertura do comércio;
Na fase laranja será permitida a abertura do comércio com restrição;
Na fase amarela será permitida a abertura do comércio, mas com algumas restrições;
Na fase verde será permitida a abertura do comércio, ainda com algumas restrições;
E na fase azul será permitida a abertura total do comércio, sem restrições.

FASE LARANJA

Na fase laranja o governo permite, com restrições, a reabertura de alguns setores da economia a partir do dia 1º de junho, desde que aprovado pela Prefeitura do município, são eles:
Atividades imobiliárias;
Escritórios;
Concessionárias;
Comércio.
Shopping Center.  – Fonte: G1