Homem confessa que matou a pequena Emanuelle em Chavantes

Homem confessa que matou a pequena Emanuelle em Chavantes

No início da noite de segunda-feira (13), o suspeito confessou que assassinou a pequena Emanuelle a facadas por vingança a mãe, e enterrou o corpo em uma área rural próxima a Fazenda Santa Rosa no município de Chavantes.
 
Existe a suspeita de que a criança tenha sido estuprada, o que poderá ser confirmado após exames causa morte. Suspeito confesso nega estupro.

O suspeito, que confessou ter assassinado a pequena Emanuelle, possui histórico de problemas mentais.
 
O CASO
 
Por volta das 17h de sexta-feira (10), Emanuelle Pestana de Castro de apenas 8 anos, desapareceu entre os bairros Cohab e Três Cantos na cidade de Chavantes (SP) enquanto brincava em um parquinho na praça do Bode, situada na rua Alfredo Gomes Figueiredo, bem próximo de sua casa.
 
Segundo informações da família, Emanuelle brincava com uma amiguinha na praça do Bode e de tempo em tempo era observada pela mãe, Fabiana. Em determinado momento, sua amiguinha foi embora, deixando a criança de apenas 8 anos sozinha e justamente nesse intervalo, entre a saída de sua amiguinha e a observação da mãe, ela não foi mais vista.


Diante do seu desaparecimento, a família entrou em desespero, procurando a delegacia de polícia para registrar o desaparecimento da criança. O BO (Boletim de Ocorrência) foi registrado, e diante dos fatos, policiais do plantão, chefiados pelo Dr. Pedro Teles da CPJ - Central de Polícia Judiciária de Ourinhos (SP), deslocaram-se para a cidade de Chavantes (SP) para iniciarem investigação.
 
Chegando na cidade de Chavantes (SP), testemunhas foram ouvidas pelos policiais, visando identificarem detalhes para iniciarem buscas.
 
Deste momento em diante, a família iniciou uma corrente pelas redes sociais, divulgando o desaparecimento de Emanuelle. Foram dezenas de milhares de compartilhamentos em sites e perfis no Facebook de pessoas de toda a região.
 
Na sequência as buscas pela cidade de Chavantes (SP) se intensificaram através da Polícia Militar, familiares, amigos, canil, de uma equipe do SICOE (Sistema Integrado de Comando e Operações em Emergência) de Marília e o helicóptero Águia da Polícia Militar de São Paulo.
 
Logo após a matéria realizada pelo Cidade Alerta, onde o apresentador Luiz Bacci informou sobre uma suspeita de envolvimento do suspeito. Por imagens de monitoramento em que ele aparece conversando com Emanuelle pouco antes do seu desaparecimento, uma grande reviravolta ocorreu no caso, chegando a uma confissão do suspeito. Isso prova que a imprensa foi muito importante para resolução do caso. Fonte: Notícias Ourinhos