Investigação da morte de servidora municipal está parcialmente esclarecido, diz delegada

Investigação da morte de servidora municipal está parcialmente esclarecido, diz delegada

O caso da morte da servidora municipal Nair Pontes, de 50 anos, está parcialmente esclarecido, de acordo com a delegada da Polícia Civil de Paraguaçu Paulista, Dra. Raquel Santos de Oliveira. 

A vítima, que trabalhava como auxiliar de serviços diversos no Departamento de Obras da Prefeitura Municipal, foi encontrada morta, com sinais de violência e sem as vestes de baixo, em uma rua na região do Centro de Convergência Turística de Paraguaçu Paulista, no dia 30 de maio deste ano.

Ao i7Notícias, a delegada contou que estão aguardando os laudos para ver se a vítima teve relação sexual antes da morte e também para saber a efetiva causa da morte.

“Tudo o que indica foi um atropelamento por um veículo de grande porte, uma caminhonete ou um caminhão, devido às marcas encontradas em seu corpo”, contou Dra. Raquel.

A investigação já levou a uma principal suspeita, que, segundo a delegada, já foi ouvida e confessou a prática deletiva.

“Com o laudo conseguiremos saber se foi homicídio culposo ou doloso. Se foi um simples atropelamento ou se foi um atropelamento com arrastamento do corpo”, concluiu a delegada. i7 Notícias 

Investigação da morte de servidora municipal está parcialmente esclarecido, diz delegada
Delegada da Polícia Civil de Paraguaçu Paulista, Dra. Raquel Santos de Oliveira, está à frente da investigação