Mulher suspeita de abandonar recém-nascido em sacola plástica é identificada no interior de SP

Mulher suspeita de abandonar recém-nascido em sacola plástica é identificada no interior de SP

A Polícia Civil de Avanhandava (SP) identificou nesta terça-feira (20) a mulher que é suspeita de ter abandonado um bebê recém-nascido dentro de uma sacola plástica na tarde de domingo (18). O bebê foi encontrado no acostamento de uma estrada vicinal.


Segundo o delegado Guilherme Brandão de Souza, que comanda as investigações, a suspeita é moradora de Avanhandava e já possui um filho pequeno.


O delegado manteve a idade da suspeita em sigilo, segundo ele, para preservar a identidade da mulher, que prestou depoimento nesta terça-feira e foi liberada.


“Estamos numa cidade pequena, por isso temos de ter todo cuidado de preservar ao máximo a identidade da suspeita, em nome de sua segurança”, explica Souza.
O bebê segue internado em quadro clínico grave, porém estável, segundo a Santa Casa de Araçatuba.

Investigação
 
O delegado também informou que instaurou um inquérito, inicialmente como infanticídio tentado, e que a suspeita ainda não foi indiciada. "Porém, que as circunstâncias desse caso podem mudar com a sequência das investigações", ressalta.


Além de ouvir testemunhas, a investigação ainda aguarda novos laudos de exames para confirmar a compatibilidade entre a mulher e a criança. A suspeita passou por exame de corpo de delito e realizou coleta de material para exames clínicos.

O caso
 
De acordo com informações da Polícia Militar, o recém-nascido foi achado por uma pessoa que passava pela estrada vicinal Gentil Moreira e ouviu o choro do bebê após perceber que o barulho vinha do mato.


Ao se aproximar de onde vinha o choro, viu que dentro de uma sacola plástica de supermercado estava o menino ainda com o cordão umbilical e a placenta.


A Polícia Militar foi acionada é o recém-nascido foi levado com vida para a Santa Casa de Penápolis, onde recebeu os primeiros socorros. Depois, foi encaminhado para a Santa Casa de Araçatuba, onde segue internado. Fonte G1