Novo protocolo do Ministério da Saúde indica máscara para quem não tem sintoma do coronavírus

Novo protocolo do Ministério da Saúde indica máscara para quem não tem sintoma do coronavírus

Desde que o uso de máscaras passou a ser recomendação para indivíduos que também não apresentem os sintomas da covid-19, a prefeita de Paraguaçu Paulista, Almira Garms tem buscado alternativas para a produção em maior escala do produto no próprio município.

A prefeita Almira informa que tratou desta possibilidade com o Fundo Social de Solidariedade de Paraguaçu Paulista, que já está viabilizando a produção, e que tratará agora com a Associação de Artesãos do município. “Neste último caso, será para reunirmos as costureiras de Paraguaçu que estão produzindo as máscaras, tudo dentro das normas técnicas determinadas pelo Ministério da Saúde”, esclarece a prefeita Almira.

As orientações a respeito da produção das máscaras partem do Ministério da Saúde. O produto deve ser de modelo simples, para funcionar como barreira na propagação da doença. 

“A confecção de máscaras caseiras tem se tornando um fenômeno mundial e para ser eficiente como uma barreira física, a máscara caseira precisa seguir algumas especificações, que são simples. É preciso que a máscara tenha pelo menos duas camadas de pano, ou seja, dupla face. E mais uma informação importante: ela é individual. Não pode ser dividida com ninguém. As máscaras caseiras podem ser feitas em tecido de algodão, tricoline, TNT ou outros tecidos, desde que desenhadas e higienizadas corretamente”, orienta a prefeita Almira.

ORIENTAÇÕES SOBRE O USO DA MÁSCARA

Em primeiro lugar, é preciso dizer que a máscara é individual. Não pode ser dividida com ninguém, nem com mãe, filho, irmão, marido, esposa etc. Então se a sua família é grande, saiba que cada um tem que ter a sua máscara, ou máscaras;
A máscara deve ser usada por cerca de duas horas. Depois desse tempo, é preciso trocar. Então, o ideal é que cada pessoa tenha pelo menos duas máscaras de pano;
Mas atenção: a máscara serve de barreira física ao vírus. Por isso, é preciso que ela tenha pelo menos duas camadas de pano, ou seja, dupla face;
Também é importante ter elásticos ou tiras para amarrar acima das orelhas e abaixo da nuca. Desse jeito, o pano estará sempre protegendo a boca e o nariz e não restarão espaços no rosto;


Use a máscara sempre que precisar sair de casa. Saia sempre com pelo menos uma reserva e leve uma sacola para guardar a máscara suja, quando precisar trocar;


Chegando em casa, lave as máscaras usadas com água sanitária. Deixe de molho por cerca de dez minutos;


Para cumprir essa missão de proteção contra o coronavírus, serve qualquer pedaço de tecido, vale desmanchar aquela camisa velha, calça antiga, cueca, cortina, o que for. Fonte: Prefeitura