DENGUE: Paraguaçu já tem mais de 250 casos confirmados

DENGUE: Paraguaçu já tem mais de 250 casos confirmados

Enquanto todos estão preocupados com o avanço do novo coronavírus no país, há um alerta para a escalada simultânea de outra epidemia: a da dengue.

Em Paraguaçu Paulista, a Vigilância Epidemiológica do Departamento de Saúde da Prefeitura Municipal informou que, até o dia 2 de abril, quinta-feira, há o registro de 254 positivos de dengue e 572 notificações.

Há um mês, no dia 4 de março, a Vigilância Epidemiológica de Paraguaçu notificava 115 positivos para dengue no município. Ou seja, houve um aumento de mais de cem por cento nos casos confirmados, de acordo com o coordenador da equipe de controle de vetores da Vigilância Municipal Paraguaçu Paulista, Josué Campos Sena.

“Neste período de quarentena, quando as pessoas estão em casa em isolamento social, é a oportunidade para que limpem o quintal e eliminem focos do mosquito da dengue”, recomenda Josué.

As ações dos agentes de combate a endemias também mudaram nestes dias de enfrentamento ao coronavírus, conforme determinação do Ministério da Saúde. Para adequação das ações de vigilância e controle de zoonoses frente à atual situação epidemiológica referente ao coronavírus, os agentes estão fazendo visitas até o portão das residências, informa Josué. “ A visita do agente está limitada apenas na área peri domiciliar, que é relativa à frente, lados e fundo do quintal ou terreno”, esclarece.

“A normativa do Ministério da Saúde orienta que atividades realizadas ou apoiadas pelos agentes de combate a endemias e que possam ser adiadas, devem ser interrompidas durante o período de vigência da emergência do coronavírus”, explica Josué.

Portanto, se os agentes não estão indo diariamente dentro das casas, dentro quintais, fiscalizando, cobrando, mostrando, orientando, é o momento de cada um cuidar do seu espaço e impedir que a dengue avance de forma tão perigosa como tem ocorrido, não só em Paraguaçu Paulista como em todo o Brasil.

“A realidade em situações de epidemia é bastante dinâmica e os processos de trabalho necessitam de constante reavaliação e planejamento. Por isso, mais do que nunca, precisamos da ajuda de todos no combate à dengue. Fiquem em casa, por causa do coronavírus, e limpem seus quintais, por causa da dengue”, solicita Josué Campos Sena. Fonte: Prefeitura