Paraguaçu Paulista teve mais de 300 casos de dengue em 2023

Paraguaçu Paulista teve mais de 300 casos de dengue em 2023

O Departamento de Saúde da Prefeitura de Paraguaçu Paulista divulgou nesta semana os números de casos de dengue no ano de 2023. Ao todo foram registradas 1.285 notificações, sendo 962 descartadas, 314 positivadas e 9 casos que foram notificados nas últimas semanas do ano e que aguardam resultados. Nos primeiros dias de 2024, já são 40 notificações de casos suspeitos aguardando resultados de exames.

No estado de São Paulo, de janeiro a dezembro de 2023, foram registrados 318.996 casos de dengue, com 286 mortes registradas.

A atual gestão, de acordo com o Departamento de Saúde, tem uma grande preocupação com a dengue, já que várias cidades da região estão com um número considerável de casos confirmados. Para enfrentar e diminuir a infestação do mosquito da dengue no município, a Vigilância em Saúde, por meio da equipe de Agentes de Combate às Endemias e Agentes de Saúde, realiza diariamente visitas as residências e prédios comerciais, com trabalho educativo de orientação, eliminação e controle focal de criadouros.

Na última semana a equipe de Agentes de Combate às Endemias visitou cerca de 1.500 imóveis na área das Unidades Vila Nova IV, Murillo Macedo e Fercon, além das visitas de rotina realizadas em outros bairros, por meio do trabalho dos Agentes de Saúde.

Entre as orientações estão a importância de manter os quintais livres de acúmulos de materiais que possam acumular água, manter calhas sempre limpas, caixas d 'água sempre fechadas e vedadas, evitar vasos e plantas que acumulem água, manter garrafas de vidro e latinhas de boca para baixo, guardar pneus em locais cobertos, lavar bebedouros de animais de estimação uma vez ao dia, entre outros.

Os agentes também fazem a orientação sobre os sintomas da doença, que são; febre alta, dores de cabeça, dores nas articulações e no fundo dos olhos e manchas vermelhas na pele. No caso de suspeita a pessoa deve procurar um médico e nunca fazer uso da automedicação.

O diretor do Departamento de Saúde, Egydio Tonini Nogueira Neto, destacou que as altas temperaturas e o período chuvoso ajudam na proliferação do Aedes aegypti.

“Atualmente com chuvas associadas a altas temperaturas, predispõe ainda mais para o surgimento de mais criadouros do mosquito transmissor da dengue e essa situação chama a atenção para a importância do cuidado com as residências, comércios e terrenos. Eliminar recipientes que possam acumular água e não descartar lixo em locais inadequados, são fatores que fazem a diferença no combate ao mosquito”, disse.

A Vigilância em Saúde orienta que caso alguém apresente sintomas da doença deve procurar a Unidade de Saúde mais próxima de sua casa para atendimento e acompanhamento.

Fonte: Prefeitura 

Olá, deixe seu comentário para Paraguaçu Paulista teve mais de 300 casos de dengue em 2023

Enviando Comentário Fechar :/