Polícia Ambiental investiga mortandade de peixes no rio Paranapanema em Salto Grande

Polícia Ambiental investiga mortandade de peixes no rio Paranapanema em Salto Grande

A Polícia Ambiental investiga a mortandade de peixes no rio Paranapanema, próximo à usina hidrelétrica de Salto Grande (SP).


Pescadores que frequentam o local relataram a situação na tarde desta segunda-feira (16) e disseram que os peixes começaram a aparecer mortos depois da abertura de comportas que deixou os animais em local de nível baixo de água e com pouco oxigênio.


Uma equipe de policiais foi ao local para avaliar a situação, mas não confirmou o que pode ter acontecido e nem as consequências. Ainda não foi feito um balanço da quantidade de peixes que morreram.

Em nota, a CTG, concessionária que administra a usina hidrelétrica de Salto Grande, confirmou que fez uma manobra para liberação de plantas aquáticas que poderiam comprometer as comportas, o que gera o risco de “eventual aprisionamento de peixes em lagoas formadas entre as rochas durante a manobra”.


A nota destaca que equipes de meio ambiente da empresa “estão mobilizadas para resgatar peixes represados para devolvê-los em segurança ao leito do rio”.


Segundo a empresa, “foram identificados alguns peixes mortos à jusante, cujas causas estão sendo investigadas”. Fonte G1
 Polícia Ambiental investiga mortandade de peixes no rio Paranapanema em Salto Grande
Equipe da Polícia Ambiental foi ao local para investigar o que pode ter causado a situação — Foto: Arquivo pessoal