Polícia Civil trabalha com hipótese de latrocínio para o crime que vitimou aposentado em Rancharia

Polícia Civil trabalha com hipótese de latrocínio para o crime que vitimou aposentado em Rancharia

A Polícia Civil trabalha com a hipótese de latrocínio o caso do aposentado de 69 anos que morreu após ter sido encontrado amarrado e ferido em uma propriedade rural próxima ao Balneário Municipal de Rancharia (SP) na manhã desta quinta-feira (20).


O delegado Arlindo Ribeiro Sales informou ao G1 que, além do carro, também não foram localizados os documentos e dinheiro que estavam na carteira da vítima. “Mataram ele [aposentado] para roubar”, declarou Sales.


Ainda conforme o delegado, no local onde a vítima foi encontrada não foi localizado nenhum objeto que possa ter sido usado no crime. “Talvez a própria chave de roda do carro tenha sido utilizada para agredir a vítima”, explicou Sales.


Ainda segundo o delegado, a vítima teve politraumatismos.


O corpo de Wilsom Simionato foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML), em Presidente Prudente (SP), para a realização de exame necroscópico.
A Polícia Civil segue investigando o caso.

O caso
 
Um aposentado de 69 anos morreu após ter sido encontrado amarrado e ferido em uma propriedade rural próxima ao Balneário Municipal de Rancharia (SP) na manhã desta quinta-feira (20).


A vítima, que foi identificada como Wilsom Simionato, chegou a ser socorrida e levada ainda com vida e inconsciente ao Hospital e Maternidade de Rancharia, mas não resistiu aos ferimentos e teve a morte confirmada na unidade de saúde.

De acordo com as informações da Polícia Militar, o aposentado saiu de casa de carro, por volta das 6h30, para levar uma neta à escola e não voltou mais.


Com a demora no retorno dele, os familiares acionaram a polícia para comunicar o desaparecimento do homem.


Os familiares relataram à polícia que o homem tinha o hábito de passar por uma padaria da cidade no período da manhã.


Um funcionário de uma propriedade rural entrou em contato com a PM e relatou que havia encontrado o homem amarrado e ferido, com sinais de agressões, na área que fica na altura do km 45 da Rodovia Brigadeiro Eduardo Gomes (SP-457), próximo a uma mata.


Os militares então dirigiram-se ao local e depararam-se com a vítima, que, segundo a polícia, não tinha ferimentos de perfuração no corpo causados por facada ou tiro.


O Corpo de Bombeiros foi acionado e resgatou a vítima, que acabou encaminhada ao Hospital e Maternidade de Rancharia para receber atendimento médico, por volta das 12h.


No entanto, o aposentado não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde. Fonte G1

Polícia Civil trabalha com hipótese de latrocínio para o crime que vitimou aposentado em Rancharia