Quase quatro semanas após tragédia, corpos de vítimas de acidente na SP-284 são sepultados em Rancharia

Quase quatro semanas após tragédia, corpos de vítimas de acidente na SP-284 são sepultados em Rancharia

Os corpos de quatro pessoas que morreram carbonizadas em um acidente de trânsito no dia 31 de agosto, na Rodovia Homero Severo Lins (SP-284), em Martinópolis (SP), foram sepultados na manhã desta quinta-feira (26), no Cemitério Municipal de Rancharia (SP), após a identificação das vítimas.


Desde a data do acidente, os corpos haviam permanecido no Instituto Médico Legal (IML), em Presidente Prudente (SP), no aguardo da identificação, que foi feita através de exame de DNA, já que as vítimas tinham sido carbonizadas.


As vítimas sepultadas nesta quinta-feira (26) foram: 

José Donizete de Souza, de 60 anos;
Júlio César da Silva, de 37 anos;
Mauro Oyama, de 68 anos;
Miguel Inácio Briano, de 62 anos.
 
No total, cinco pessoas morreram vítimas do acidente.
 

Incêndio
 
O acidente ocorreu na tarde do dia 31 de agosto, um sábado, e provocou, no local, a morte de quatro pessoas na Rodovia Homero Severo Lins, em Martinópolis.


A quinta vítima fatal, uma mulher de 25 anos, morreu na tarde de 1º de setembro, no Hospital Regional (HR), em Presidente Prudente, onde estava internada, e foi sepultada no dia 2 de setembro, em Rancharia.


Outras duas pessoas que sofreram ferimentos em decorrência do acidente e foram socorridas com vida – uma adolescente, de 17 anos, e um homem, de 57 anos – ainda seguem atualmente internadas no Centro de Tratamento de Queimaduras de Campinas (SP), que pertence à Santa Casa de Misericórdia daquela cidade.


No acidente, um caminhão e uma van bateram de frente — Foto: Paulo Sérgio Santana


No acidente, um caminhão e uma van bateram de frente, por volta das 16h30, em decorrência da falta de visibilidade aos condutores por causa da fumaça provocada por focos de incêndio de grandes proporções em vegetação às margens da rodovia.


A van transportava pacientes de Rancharia que voltavam de tratamento de hemodiálise em Presidente Prudente.


O caminhão transportava uma carga de placas de vidro.


A Prefeitura de Rancharia decretou luto oficial no município por sete dias, no período entre 31 de agosto e 6 de setembro, em decorrência da comoção gerada pela morte de cinco moradores da cidade vitimados no acidente.


A Polícia Civil abriu um inquérito para investigar as causas do acidente. Fonte G1